domingo, 26 de junho de 2016

"DESACELERAR"

Sem desperdício,
com pouco me contento
 porque, também, acredito
no positivo pensamento!
Estou pedindo a Deus,
para desacelerar o tempo
para que eu no tempo
tenha mais tempo
para continuar
com tempo a olhar
na luz dos olhos teus!
Enquanto alumia
os olhos meus
de noite e de dia
eu peço a Deus...
Tenho esperança,
não tenho pressa
enquanto se descansa
no quarto entra o perfume
das flores pela janela,
  sem qualquer queixume
deitados numa boa cama
gozando a vida bela!
(Edumanes)

segunda-feira, 13 de junho de 2016

"AVENTURA"

A uma pessoa, nesta vida,
acontece-lhe cada coisa
até parece que foi mentira!

Ao desviar-me dum torrão,
por uma estrada de terra
a cavalo numa bicicleta
um dia a caminho de Garvão.

Passei por cima duma pedra.
dei um grande trambolhão
entrei pela porta, saí pela janela.

Já foi há muito tempo,
que essa aventura aconteceu
fenómeno considerado teria sido
se no Entroncamento
tivesse acontecido, 
mas foi no Alentejo que aconteceu.

Porque, um mal nunca vem só,
sem estar munido de prévia autorização
por ter entrada na propriedade privada
fui punido com agravada repreensão.

Quando acontece uma desgraça,
 também, no nariz fiz um arranhão 
quando bati com a minha santa testa
naquela maldita porta do xilindró.

Da tola fiquei tonto,
não sei onde perdi a bicicleta
vou ver se a encontro.

Já fui e voltei,
pela mesma estrada
a bicicleta não a encontrei
mas encontrei
essa flor perfumada!
(Edumanes)

domingo, 12 de junho de 2016

"SÓ VOLTAMOS À NOITINHA"

Um dia de manhãzinha,
de primavera, lá no monte
fui com a Margarida à fonte
de lá só voltamos à noitinha.

Sentados numa pedrinha,
nos olhos um do outro olhando
agradável sensação sentindo no corpo
resistindo à tentação do amor louco
apreciando as flores no campo
lá ficamos até à noitinha.

Quando de lá voltamos,
com a enfusa cheia de água da fonte
nessa noite juntos à lareira
  lá onde vivíamos naquele no monte
  lembro-me de ter havido barulheira.

Sem, haver, razão,
nenhum mal a gente fez
Margarida, moça bela
ainda tinha os três
nem num só cabelo dela
me deixou pôr a mão!
(Edumanes)

sábado, 11 de junho de 2016

"CHAVELHO"

Seja, sempre, acarinhada,
amargurada não seja a vida
nem em pensamentos injuriada
de ser vivida seja digna
nunca a vida seja desgraçada.

Não a uma folha comparada,
seca, no ramo da árvore  no outono
 em nenhum lugar seja abandonada
 merece carinho, e não abandono.

Por onde andas tu alegria,
qual foi o mal que te fizeram
devolve à vida a tua simpatia
onde não estás, te esperam.

 Dá-nos em adoçante,
os teus beijos embebidos
com  voz meiga de amante
segreda-nos aos ouvidos.

Dentro duma cabana,
à luz da candeia
para alumiar a pestana
e satisfazer o bocejo...
Comendo um pedacinho de pão,
com azeitonas do chavelho,
para se manter a chama acesa,
na fogueira da paixão!
(Edumanes)

sábado, 4 de junho de 2016

"LUXO E BELEZA"

Não é sonho, é realidade,
nesta Reispública Portuguesa
há democracia e liberdade
também há muita beleza!

Não se move estando quedo,
 enquanto se bebe não se assobia
quando a agitação perturba o sossego
a qualquer hora a moleza é doentia!

Nos joelhos as calças rotas,
já foi sinónimo de pobreza
neles sentem prazer as garotas
nos buracos, há luxo e beleza!
(Edumanes)

domingo, 29 de maio de 2016

"TEU CORAÇÃO, UMA FLOR"

O teu peito é um jardim,
o teu coração, uma flor
não deixa nunca ter fim
entre nós, o nosso amor.

Os teus lábios duas amoras,
que, adoçam os nossos beijos
vê lá se muito não de demoras
em satisfazer os nossos desejos.

Os teus seios, como hei-de dizer,
são dois repuxos brotando água pura
os teus lindos olhos da cor do amanhecer
o teu umbigo, uma fonte de ternura!
(Edumanes)

domingo, 22 de maio de 2016

NO DIA DO ABRAÇO"

Em silêncio ouvindo,
com abraços e beijinhos
o trinar dos passarinhos
como seria bom imagino!

Na terra verdes plantas florindo,
exalando perfume em seu redor
maravilhosa seria a vida sorrindo
sem guerras, sem ódios, com amor!

No campo verde campo, estava eu a imaginar,
sentado no tronco duma árvore tombada no chão
olhando para a água, serena, correndo no rio para o mar
como o sol no céu azul, brilhando, isento de poluição!
(Edumanes)

quinta-feira, 19 de maio de 2016

"SÃO LINDAS AS FLORES"

Para ver o sol nascer,
todos os dias amo a vida bela
com ela gosto muito de viver
não me quero separar dela.

Sem qualquer distinção,
para todos o mundo é perfeito
não o será para quem sem razão
o quer pintado só do seu jeito.

Perfumadas, de várias cores,
mostrando, toda, a sua beleza 
porque, são tão lindas as flores
que nos dá a mais bela natureza!
(Edumanes)

quinta-feira, 5 de maio de 2016

"COMO PENA QUE VOOU"

Embora tenha esperança e fé,
Já não remenda o velho trapo
como dantes novo era, já não é
por ter perdido o desembaraço!

Não me venham com cantigas,
nem com palavrinhas de embalar
só quando se unem duas barrigas
é que podem mais barrigas gerar!

Sem contrariar o destino,
que Deus no mundo criou
quem se desviou do caminho
para dentro da valeta tombou
como pena desprendida voou,
das asas de um passarinho!

Ao fundo aplicaram o freio,
feriram as "axilas" da felicidade
de tristeza o mundo está cheio
abarrotando de infelicidade!
(Edumanes)

sexta-feira, 22 de abril de 2016

"NO CANTO DO OLHO"

 Não deixa ficar desalojado,
quem você mais ama chorando,
com uma lágrima no canto do olho
se sair fecha a porta com o ferrolho
em casa, no trabalho ou viajando
 bom fim de semana, prolongado!

Não haverá felicidade sem amor?
 Para quem a vida será mais sombria,
 quem no corpo sente ausência de calor
mergulhado na tristeza, sem alegria.

Não satisfeitos os desejos,
 terão eles zarpado com os afagos
sentindo ausência dos doces beijos
esperando ternurentos abraços.

Terá sido apenas um sonho,
mas, podia ter sido realidade
à vida bela nunca se opondo
porque lhe dá estabilidade.

Zarpando da vida penosa,
foi ao encontro da felicidade
adormeceu no colo da preciosa
 acordou na cama da saudade!
(Edumanes)

segunda-feira, 4 de abril de 2016

"FAVOS DE MEL"

Desejos a granel,
drapejam no seu olhar
lindos olhos cor de cinza
os seus lábios favos de mel
beijos doces de menina!

Sofre quem sente,
a demora angustiada
da espera impaciente
nesta vida apressada.

Lágrimas doridas,
dos olhos caem no chão
 paixões adormecidas
silenciam o coração.

Para sempre recordação,
saudades perdidas no tempo
sem terem cama nem colchão
noites dormidas ao relento!
(Edumanes)

quarta-feira, 30 de março de 2016

"PARA COLHER ESSA FLOR"!

Sem ter pressa não sei!
na imaginação me ocorre
 porque o tempo tanto corre
 para trás jamais voltarei?

Não me canso desta vida,
se outra melhor não tivera
por quem precisa eu quisera
ver a riqueza bem repartida.

Não tendo causado nenhuma dor,
nem tão pouco ao amor desassossego
quando navegava num barco a vapor
sem perigo encalhou num rochedo!

 Para colher essa, linda, flor,
subi em cima dum penedo
com inteligência evitar o terror
para que no mundo haja sossego
em tudo o que é feito com amor
não precisa de haver segredo!
(Edumanes)

sexta-feira, 25 de março de 2016

"A QUEM POR AQUI PASSA"!

Seguindo em frente,
a quem por aqui passa
 desejo a essa boa gente
  Feliz Domingo de Páscoa.

Que o seu caminho,
seja de livre circulação
com saúde, amor e carinho
no seu bondoso coração.

Para que possa circular,
sem obstáculos, livremente,
em paz, onde deseja chegar,
alcançar o que pretende!

perfumando o ambiente,
 o perfume das flores a pairar
 gente boa que no coração sente
o amor com esperança no olhar.

Abraçando a vida risonha,
felicidade protegendo a alegria
com o amor que vos acompanha
emanando do rosto simpatia!
(Edumanes)

sábado, 19 de março de 2016

"NO VENTO SE ESVAI"

Felicidade seja para sempre!
que essa luz não se apague mais
 quem bondade no coração sente
  não sofre de mágoas infernais.

Seja sempre a vida bela,
para ser bem vivida sem ai
das pétalas da rosa amarela
o perfume no vento se esvai,
quando dos olhos caídas no chão
que sejam lágrimas de felicidade
sentidas com amor no coração!
(Edumanes)

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2016

"PÔS O PÉ NO PENICO"

 Fugindo do zumba zumba,
devagarinho, estou voltando
toda a noite o ouvi a zumbar
não sei com que zumbando,
zumba zumba catrapumba
foi cair dentro do alguidar!
Tinha uma pulga na cama,
 que o não deixava sossegar
por causa dessa magana,
pôs o pé dentro do penico,
que tinha debaixo da cama
de noite, para dentro dele mijar
 quando desnorteado se levantou,
isso foi depois de chegar do bailarico
não sei quantas vezes ai, ele gritou?
(Edumanes)

quinta-feira, 26 de novembro de 2015

"TANGANHO"

Das rosas caem as pétalas,
dos olhos caem lágrimas no chão
brancas, vermelhas e amarelas
todas elas bonitas são.

Com amor se constrói,
a dor dói, chorar faz ranho
da árvore cai o tanganho
a tempestade destrói.

As portas faz ranger,
pelas brechas assobiar
 no jardim, as flores abanar
transparente, não se ver
noite e dia sem parar
o vento passa a correr!
(Edumanes?

terça-feira, 10 de novembro de 2015

"NOUTRO JARDIM"

Perguntei a rosa despetalada!
quem foi que, assim, a despetalou
disse, foi aquela vida desgraçada
no jardim abandonada me deixou.

Perguntei, e o jardineiro deixou?
Respondeu, foi ele que fugiu com ela
o perfume das minhas pétalas levou
para o dar a uma rosa amarela.

 Desgostosa me deixou a chorar,
nunca mais quis voltar para mim
talvez, outra rosa para desfolhar
tenha encontrado noutro jardim?
(Edumanes)

quarta-feira, 4 de novembro de 2015

"VAI E VOLTA SEMPRE"

Com o amor sossegado!
dentro do peito feliz coração
o sol não desaparece por acaso
no entardecer dos dias de verão.

No inverno todo o dia agachado,
atrás das nuvens não se deixa ver
neste mundo de beleza enfeitado
outro melhor não deve haver?

O sol vai e volta sempre!
para nos iluminar no novo dia
quem tristeza no coração sente
no rosto não terá alegria?

Fui colher essa rosa,
por não ser medroso,
 ao romper da aurora
em terreno argiloso!

Para com o seu perfume,
 os seus visitantes perfumar
chegam e partem sem queixume
com saudades de voltar...
(Edumanes)

Oferecido por Cristi@ne

Image and video hosting by TinyPic"

Oferta de Sandra Veneziani

Image and video hosting by TinyPic"